12 Conceitos

Os 12 Conceitos

  1. A responsabilidade e autoridade finais pelos serviços mundiais do Al-Anon cabem aos Grupos Al-Anon.
  2. Os Grupos Familiares Al-Anon delegam completa autoridade administrativa e operacional à sua Conferência e às unidades de serviço.
  3. O Direito de Decisão propicia a liderança efetiva
  4. Participação é a chave da harmonia
  5. Os Direitos de Apelação e Petição protegem as minorias e garantem que elas sejam ouvidas
  6. A Conferência reconhece a responsabilidade administrativa primordial dos Curadores
  7. Os Curadores têm direitos legais, enquanto os direitos da conferência são tradicionais
  8. A Junta de Curadores delega plena autoridade de administração rotineira da sede do Al-Anon a seus comitês executivos
  9. Boa liderança pessoal em todos os níveis de serviço é uma necessidade. No campo de serviços mundiais, a Junta de Curadores assume a liderança principal
  10. A responsabilidade de serviço é balanceada por autoridade de serviço cuidadosamente definida, evitando dupla administração
  11. O Escritório de Serviços Mundiais é composto por comitês permanentes, executivos e membros do quadro de funcionários
  12. A base espiritual dos serviços mundiais Al-Anon está contida nas Garantias Gerais da Conferência, artigo 12 da Ata de Constituição